Saúde reúne profissionais para dialogar sobre os fluxo de trabalho para o diagnóstico precoce de câncer oral

Além dos processos de trabalho, a reunião focou nas capacitações realizadas durante o ano, e planejamento para 2024

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria de Atenção Primária à Saúde, e apoio da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), realizou o III Colegiado Estadual de Saúde Bucal. O evento teve por objetivo reunir os coordenadores municipais de Saúde Bucal, para discutir o fluxo das equipes de odontologia da Atenção Primária, bem como sensibilizar o olhar do profissional para captação de pacientes para o diagnóstico precoce de câncer oral.

De acordo com a Referência Técnica em Saúde Bucal da SES, Ana Paula Vieira, a reunião com os coordenadores municipais discutiu assuntos de interesse desses profissionais e da gestão municipal, seja relativo ao funcionamento das equipes, credenciamento, produção, financiamento etc. Esse colegiado tem como público-alvo coordenadores de saúde bucal dos 75 municípios sergipanos.

“Dialogamos sobre as rotinas de acompanhamento dos municípios, as capacitações que realizamos com agentes comunitários de saúde, junto à saúde bucal dos municípios, para a sensibilização do olhar desses agentes na tentativa de captação de paciente para o diagnóstico precoce de câncer”, disse Ana Paula.

Ela observou que a reunião buscou avaliar as atividades do ano de 2023, enfatizando os pontos mais importantes que deverão permanecer no foco, a exemplo do diagnóstico precoce do câncer de cavidade oral. “Além disso, tivemos a participação online do Ministério da Saúde, contando com o apoio da Coordenação Geral de Saúde Bucal e da assessoria técnica do Setor de Financiamento da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS). Foram tiradas dúvidas sobre custeio, financiamento e temas correlatos”, disse.

Fortalecimento

A odontóloga observou, ainda, que durante o evento foram passadas sugestões para que os colegiados de saúde bucal sejam fortalecidos cada vez mais, com a participação ativa dos coordenadores municipais de saúde bucal, com a formação de grupos de estudo e inserção de atividades que visam agregar valor às atividades dessas coordenações.

Texto e fotos
Nucom/Funesa

Mais notícias:

Última atualização: 14 de dezembro de 2023 14:33.




Pular para o conteúdo